Alimentos Ricos em Fibras ajuda muito sua Saúde

Fibras Alimentares

As fibras vegetais são compostos presentes em grãos, frutas e vegetais que não são digeridas pelo nosso corpo, passar quase intacta através do sistema digestivo e acabam sendo eliminados pelas fezes.

Fibras alimentares estão associados com importantes benefícios para a saúde:
Eles ajudam na manutenção da microbiota intestinal.
Eles estimulam a motilidade intestinal (trânsito intestinal).
Eles contribuem para a consistência normal das fezes, evitando assim a diarreia e a constipação intestinal, alterando a microflora colônia por uma microflora saudável.
Eles ajudam a garantir que apenas as substâncias necessárias, são absorvidos para o intestino, eliminando assim o excesso de glicose e colesterol e, assim, ajuda a reduzir o colesterol e a liberdade total de triglicérides no sangue.
Eles têm um bifidogênico efeito, isto é, estimulam o crescimento das bifidobactérias. Essas bactérias suprimem a atividade de outras bactérias, que são podres e podem formar substâncias tóxicas.

Dicas e Conselhos

  • Evite cereais refinados (arroz branco, farinha de trigo, o fubá, a semolina, o amido de milho em pó).
  • Substituir os alimentos que são baixos em fibras, com alimentos ricos neste nutriente, tendo em conta as fontes de repente, a seguir e a ler os rótulos dos produtos industrializados (pão, torradas, biscoitos, cereais, etc.).
  • Para maior benefício, consuma estes alimentos durante o dia, a quantidade recomendada de fibras é de 25 a 30 g por dia, sendo de vital importância que este consumo é acompanhado por um mínimo de 2 litros de líquidos por dia.
  • Algumas pessoas podem ter flatulência (excesso de gases formação) com um súbito ou aumento excessivo de fibra dietética. Para evitar que estes estudantes de faculdade, aumentar a sua ingestão de fibras gradualmente.

Alimentos fontes de fibra

  1. Leguminosas (feijões, ervilhas, lentilhas, grão-de-bico, a fertilidade dos grãos de soja).
  2. Grãos integrais, filamentos e farinhas (arroz, linhaça, aveia, cevada, milho, trigo).
  3. Grãos integrais, pães e biscoitos (de centeio, grãos integrais, farinha, milho).
  4. Instantâneas e cereais matinais.
  5. Verduras: agrião, alface, abóbora, abobrinha, cenoura, aspargos, beterraba, brócolis, couve, acelga, batata-doce, rúcula, chicória, erva-doce, espinafre, repolho, salsa, cebolinha, cebola, cenoura crua, couve-flor, milho, nabo, pepino, pimentão, quiabo, rabanete, tomate cru.
  6. Frutas: abacate, abacaxi, ameixa fresca, seca ameixa, amora, banana, caju, doce de cereja, frescas e/ou secas, coco, damasco seco, damasco seco, fresco e/ou secas nacional de frutas, goiaba, kiwi, laranja (com bagaço), a apple na pele, manga, maracujá, mamão, melancia, melão, tangerina, morango, nectarina, pera na pele, pêssego na pele, data, fresco de uvas e passas.
    Nota: a Cada dia, faça um suave suco de laranja com mamão e ameixa seca. Além de ser gostoso, tem um alto teor de fibra.

Os produtos probióticos e suplementos (lactobacillus e semelhantes)

A Organização Mundial de Saúde define probióticos como “organismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefício à saúde sobre o hospedeiro”. Como uma função benéfica no organismo, os probióticos têm efeito sobre o equilíbrio bacteriano do intestino: controle do colesterol e a diarréia e a redução do risco de câncer. Os probióticos podem ser componentes de alimentos no mercado, como leites fermentados, iogurte, ou eles podem ser encontrados em pó ou em forma de cápsula. Comercialmente disponível fermentados, leites ou iogurtes probióticos deve ser usado na quantidade indicada pelo fabricante no rótulo do produto. As pessoas com alergias ou problemas de saúde relacionados ao trato gastrointestinal ou o sistema imunológico, deve usar esses produtos somente com a liberação do médico responsável ou nutricionista.

Prebiótico (fibra e semelhantes) produtos e suplementos

Prebióticos são também fibras que não são absorvidos pelo sistema digestivo, atingindo o intacta intestinos. Eles podem ser obtidos a partir de sua própria comida ou na forma de suplementar contas. Prebióticos são compatíveis com ou promover o crescimento de probióticos ou, mais genericamente, bactérias intestinais benéficas, como as bifidobactérias.
Produtos ou suplementos com prebiótico produtos colocados no mercado devem ser utilizadas na quantidade indicada pelo fabricante no rótulo do produto. As pessoas com alergias ou problemas de saúde relacionados ao trato gastrointestinal ou o sistema imunológico, deve usar esses produtos somente com a liberação do médico responsável ou nutricionista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *